Motor V12 do T.50 de Gordon Murray mostra o seu ronco

  • Redação Autoportal
T.50
Conhecido engenheiro de F1 vai produzir apenas 100 unidades do hiperdesportivo T.50

A Gordon Murray Automotive (GMA) está a criar um hiperdesportivo que vai contar com o apoio da equipa de Fórmula 1 da Racing Point.

O T.50 é um modelo de aerodinâmica avançada, bem ao jeito de Gordon Murray que foi um engenheiro com um papel determinante no período de ouro da equipa da Brabham na Fórmula e o pai do McLaren F1.

Com três lugares e posição central de condução, este hiperdesportivo está a afinar sua aerodinâmica no túnel de vento da Racing Point em Silverstone.

A marca do conhecido engenheiro sul africano que ficou conhecido por ter sido o designer da equipa Brabham entre 1973 e 1985, onde desenhou o revolucionário Brabham BT46B, apresentou agora à página da internet da sua empresa com um vídeo em que mostra os testes ao bloco V12 atmosférico que vai equipa o hiperdesportivo T50.

Os testes realizados nas instalações da Cosworth, mostram o motor de 3.9 litros de 65 cv e um binário de 450 Nm, que será dotado de um motor elétrico integrado de 48 V que permite uma potência combinada de 700 cv.

A energia será enviada apenas para as rodas traseiras através de transmissão manual de seis velocidades.

A Gordon Murray Automotive vai construir apenas 100 unidades deste modelo, que tem um peso de 980 kg, e que diz apresentar a maior velocidade de todos os tempos de um carro de produção.

A apresentação mundial do T.50 está prevista para maio de 2020 e as primeiras unidades vão chegar aos clientes em janeiro de 2022.

  • TEMAS:
  • Gordon Murray Automotive

  • T.50

  • Hiperdesportivo

Veja mais