Lotus já apresentou o Evija: "o carro de produção mais potente do mundo"

  • Redação Autoportal
VÍDEO: Evija: a revolução Lotus com um hipercarro elétrico
Hipercarro elétrico só terá 130 exemplares ao preço de 1,9 milhões (antes de impostos)

A Lotus apresentou o Evija, o primeiro carro elétrico da marca – sem desiludir nas formas, claro, mas surpreendendo no poder de fogo. A Lotus já tinha anunciado que o ‘Type 130’ da casa de Hethel ia ser o primeiro hipercarro elétrico britânico e acrescenta agora que o Evija será “o carro de produção mais poderoso do mundo” apontando como objetivo atingir a potência de 1.971 cv (2.000 ps).

Os dados anunciados pela Lotus vêm ainda com a advertência de “especificações alvo”, mas mesmo enquanto os valores não ficam fixados (para mais ou menos), o Evija espanta no que anuncia. O hipercarro totalmente elétrico de tração integral com um binário de 1.700 Nm (com vectorização) acelera dos 0 aos 100 km/h em menos de 3 segundos e dos 0 aos 300 km/h em menos de 9 segundos. A Velocidade máxima supera os 320 km/h.

O Evija é o primeiro Lotus elétrico e é também o primeiro Lotus com chassi monocoque unitário de fibra de carbono ficando a uma altura do chão de apenas 105 mm sendo o hipercarro elétrico de produção “mais leve do mundo”, com 1.680 kg. As jantes de magnésio de 20’’ à frente e 21’’ atrás recebem pneus Pirelli Trofeo R.

No exterior, o design alia-se à aerodinâmica de que são exemplo maior os túneis de vento nos painéis laterais traseiros que produzem o efeito Venturi fazendo o ar sair pelas duas saídas arás com uma moldura LED. Mas os exemplos continuam com o spoiler traseiro retrátil, o difusor que vai do pilar B à traseira e o sistema de redução de arrasto (DRS) como existe na Fórmula 1.

Numa “estreia mundial” com tecnologia laser na iluminação, o Evija dispensa retrovisores exteriores e interior, dispondo de câmaras retráteis integradas à frente para a visão traseira pela lateral e outra câmara no teto sendo as imagens de trás vistas em três ecrãs no interior. As portas não têm puxadores por efeitos estéticos e o luxo da tecnologia do infoentreteimento da atualidade marca um habitáculo com bancos (ajustáveis) e volante de competição.

A bateria de iões de lítio de 2.000 kW está colocada atrás (na tradição do motor traseiro da Lotus) alinhada de forma central atrás dos dois bancos fornecendo a energia a quatro motores elétricos num sistema desenvolvido em parceria com a Williams – que permite a inclusão de baterias adicionais. Esta é, de acordo com a Lotus, a bateria com o “carregamento mais rápido do mundo” recebendo 80% da carga em 12 minutos e 100% em 18. A autonomia do Evija é de 400 km.

‘Evija’ significa ‘o primeiro a existir’ ou ‘o existente’ e o novo hipercarro el+étrico da Lotus chega como referência para os Elise, Exige e Evora. Inspirado na indústria aeronáutica e remetendo para os clássicos da marca evocando o fundador Colin Chapman, o Lotus Evija custa 1,7 milhões de libras (cerca de 1,9 milhões de euros) antes de impostos – e pode ser reservado por 250 ml libras (cerca de 277 mil euros). A produção começa em 2020 limitada às 130 unidades condizendo com o seu número de ‘Type’ Lotus.

Evija: o hipercarro elétrico da Lotus
  • TEMAS:
  • Lotus

  • Evija

  • Hipercarro

Veja mais