Mazda altera linha de produção para flexibilizar introdução de novos modelos

  • Redação Autoportal
  • 16 nov, 09:30

Construtor adotou um sistema de estruturas móveis sobre rodas para melhor responder às necessidades de produção futuras, nomeadamente de elétricos

Focada em aumentar a sua oferta de módulos SUV e de veículos com motorização eletrificada, a Mazda procedeu à modernização de uma das suas linhas de montagem em nome da flexibilização da produção. Na sua fábrica de Hofu, no sudoeste do Japão, onde atualmente são construídos os modelos 6 e CX-5, a linha de produção H2 foi atualizada de modo a permitir ao construtor ajustar a sua produção mais facilmente a novos modelos.

Veículos com plataformas de diferentes dimensões, motorizações (combustão interna ou elétrica) e disposições mecânicas (longitudinais ou transversais) passam a poder ser fabricados nesta mesma linha, o que representa um importante passo para o cumprimento dos planos da Mazda no âmbito da sua estratégia multi-soluções.

PUB

A linha H2 passa a contar com um sistema transversal composto por estruturas móveis sobre rodas (designados como “dollies”), o que significa que deixam de existir tapetes de transporte ou sistemas em suspensão. Na prática, os veículos são colocados sobre plataformas de paletes niveladas com o piso movimentando-se sobre essas “dollies”. E uma vez que, face a um sistema fixo tradicional estas podem ser organizadas e dispostas de uma forma mais flexível, passa a ser mais fácil e rápida qualquer alteração introduzida na linha de produção; nomeadamente quando é necessário aumentar a capacidade através da adição de mais secções.

PUB

Outra das vantagens obtidas pela remodelação desta linha de produção é o facto de os trabalhadores se poderem movimentar de forma mais livre pelas plataformas. Com facilidade, estes acompanham a integração do conjunto motor/suspensão traseira ou, tratando-se de um veículo elétrico, das baterias, que lhes são trazidas por dois Veículos Guiados Automatizados (AGV na sigla em inglês).

PUB

“Ao introduzirmos a linha de módulos flexíveis, em vez de repetirmos o processo de ‘velho por novo’ sempre que um novo modelo é introduzido na linha, a única parte que precisamos de alterar é o modo de fixação das peças”, explica Takeshi Mukai, ‘senior managing executive officer’ da Mazda Motor Corporation.

Continuar a ler

RELACIONADOS

Mazda e Bose unem-se para criar uma experiência única de áudio no elétrico MX-30

Mazda lança no mercado versão Advantage do SUV elétrico MX-30

Mazda anuncia dois novos SUV para o mercado europeu com estreia plug-in

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS