Vídeo: Tesla Model S Plaid irrompe em chamas com condutor ao volante

  • Redação Autoportal
  • 5 jul, 12:01
Fonte: Washington Post/CNBC

Advogado do condutor disse à imprensa local que já contactaram a Tesla para retirar este modelo do mercado e proceder a uma investigação

Mais um insólito incêndio ocorreu com um Tesla que irrompeu subitamente em chamas, na cidade de Haverford, no Estado da Pensilvânia (EUA). Mas este não é um insólito qualquer pois poderá vir a ter consequências para a marca norte-americana. 

Isto porque já existe o envolvimento da mediática Geragos & Geragos (G&G), sociedade de advogados de Los Angeles que entre os seus clientes já teve por exemplo a pop-star Michael Jackson, a atriz Wynona Rider, Roger Clinton (irmão do ex-Presidente) e os cantores Puff Daddy e Chris Brown, entre outros... Ou seja, tudo leva a pensar que o proprietário deste carro (que pediu anonimato) não vá deixar o assunto por resolver.

PUB

Esta não seguramente uma boa notícia para a Tesla que ainda recentemente ficou debaixo de investigação da agência de segurança rodoviária norte-americana (NHTSA).

Agência de segurança americana investiga acidentes com Tesla
O Tesla Model S Plaid foi anunciado como um dos carros de produção mais rápidos do mundo

De acordo com notícias do Washigton Post (WP), este Tesla Model S Plaid foi um dos primeiros a ser entregue por Elon Musk no evento que decorreu na Califórnia em meados do mês passado. Mais precisamente uma das primeiras 25 unidades.

PUB

Quanto a este incidente, os factos vão sendo conhecidos e algumas fotos foram libertadas nas redes sociais, inclusive pela G&G.

Como tudo aconteceu

As autoridades do Departamento de Fogos de Gladwyne foram chamadas ao local, alertadas por um fogo num veículo estacionado, na quinta-feira, dia 24 de junho, mas a notícia do sucedido demorou algum tempo a chegar a público. Mais tarde emitiram um comunicado a dizer que tiveram de lidar com o incêndio durante 3 horas.

PUB

Ainda de acordo com a imprensa norte-americana, Mark Geragos, o advogado do condutor, confirmou que iria representar o proprietário, que alegadamente ainda ficou preso dentro do carro alguns instantes porque o sistema eletrónico não desbloqueou as portas e teve de “arrombar a porta com o seu peso”, pode ler-se em declarações do mesmo à CNBC.

 

“A nossa investigação preliminar já está a decorrer mas solicitamos à Tesla que retire estes carros de circulação e proceda a uma investigação completa” – disse Mark Geragos, citado pelo WP.

Até ao momento não são conhecidas quaisquer declarações da marca americana.

PUB
Continuar a ler

RELACIONADOS

Tesla irá realizar um "recall" de cerca de 300 mil Model 3 e Model Y

Agência americana de segurança rodoviária vai investigar acidentes com Tesla

Governo alemão pressiona Elon Musk para desbloquear supercarregadores Tesla

Tesla retira sensores de radar e diminui funcionalidades no Model 3 e Model Y nos EUA

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS