Nissan chama às oficinas 150.000 viaturas

Nissan Micra
Nissan Micra

A Nissan, atingida nos últimos meses por um escândalo relacionado com a inspeção dos seus veículos no Japão, anunciou agora ter descoberto novos problemas que obrigam a chamar cerca de 150.000 viaturas à oficina no Japão.

Segundo a marca nipónica foram encontrados problemas com inspeção final dos veículos em duas fábricas da empresa, que podem ter permitido “a aprovação imprecisa de viaturas”, envolvendo travões, direção, medição de velocidade e estabilidade do veículo, revelou a empresa

Este não é o primeiro caso de irregularidades na inspeção dos veículos da Nissan no  último ano. Em julho a marca deu conta da falsificação de valores nos testes para medir o consumo de combustível e as emissões de gases poluentes, depois de no outono de 2017, a Nissan ter sido forçada a suspender temporariamente a produção no Japão e a chamar à oficina mais de um milhão de veículos devido a irregularidades na inspeção final dos seus carros.

Esta nova chamada de 150.000 viaturas às oficinas é mais uma má notícia para o fabricante nipónico, que está a passar por uma fase difícil, com a prisão, em 19 de novembro, de Carlos Ghosn, demitido da presidência do conselho de administração por suspeita de falsificação de informação financeira.

Ghosn é suspeito de não ter declarado rendimentos no valor de cerca de 38 milhões de euros (cinco milhões de ienes), que terá recebido entre 2011 e 2014.

VEJA TAMBÉM:

Comentários

Veja mais