Renault 5 regressa em versão elétrica com novo plano estratégico da marca

  • Redação Autoportal
  • 14 jan, 10:27

Novo plano prevê o lançamento de 24 novos modelos até 2025, entre os quais dez novos elétricos.

O Grupo Renault apresentou esta quarta-feira o novo plano estratégico, que se destaca pela forte aposta na eletrificação, e que entre muitas novidades deu a conhecer o renovado Renault 5 Prototype, que antecipa uma versão elétrica do mítico modelo.

Luca de Meo, CEO do Grupo Renault, revelou o plano de recuperação e crescimento do grupo de 82 páginas, ‘Renaulution’, que pretende dotar as marcas de uma estratégia capaz de estimular a recuperação da empresa e crescimento futuro.

PUB

O plano prevê três fases, a ‘Ressurreição’ que vai ter lugar até 2023 e que pretende recuperar as margens e a criação de liquidez, ‘Renovação’, que terá lugar até 2025, com a renovação das gamas mais rentáveis, e por último, a ‘Revolução, que vai arrancar em 2025, e que segundo Luca de Meo, pretende transformar o modelo económico rumo à tecnologia, energia e mobilidade, de modo a que o Grupo Renault esteja na linha da frente da mobilidade.

Uma nova organização estará na base deste plano e dessa forma as funções, com a engenharia em primeiro plano, serão responsáveis pela competitividade, os custos e os prazos de chegada ao mercado. Cada uma das marcas irá gerir a sua própria rentabilidade.

PUB

Desta forma, até 2023, o Grupo visa atingir mais de 3% de margem operacional, cerca de 3 mil milhões de euros de ‘free cash flow’ operacional acumulado (2021-2023) do ramo automóvel, e reduzir os investimentos e as despesas de I&D para cerca de 8% do volume de negócios,

Até 2025, o objetivo é alcançar uma margem operacional de, pelo menos 5%, cerca de 6 mil milhões de euros de ‘free cash flow’ operacional acumulado (2021-2025) do ramo automóvel e um ROCE (‘Return on Capital Employed’) com um crescimento de, pelo menos 15 pontos, face a 2019.

PUB

Em coerência com esta organização centrada sobre o valor, a empresa deixará de medir o seu desempenho através das quotas de mercado ou volume de vendas, mas sim em função da rentabilidade, da geração de liquidez e da eficácia dos investimentos.

O plano revelado, pretende que a marca Renault se torne líder em eletrificação até 2025, numa aposta que passa pelo lançamento de novos modelos 100% elétricos.

Assim a marca francesa vai lançar 14 novos modelos até 2025, sete 100% elétricos e outros sete que pertencerão aos segmentos C e D. Todos os novos modelos terão uma versão elétrica ou híbrida.

PUB

Luca de Meo, aproveitou a ocasião para dar a conhecer o novo Renault 5 Prototype, que revelou ser a incarnação do plano ‘Renaulution’ em termos de produto.

“Na Renault, acolhemos todas as evoluções do setor para criarmos a nossa própria ‘Nouvelle Vague’. Trata-se de fazer entrar a indústria automóvel na modernidade. Seremos uma marca com energia, reforçando a nossa liderança no mercado dos Veículos Elétricos com o Projeto Electro Pole, e investindo no hidrogénio, com o objetivo de termos o mix mais “verde” da Europa, em 2025". O Novo R5 incarna a “Nouvelle Vague”: está fortemente ligado à nossa história e simboliza o nosso futuro, tornando os automóveis elétricos populares e acessíveis a todos", sublinhou Luca de Meo.

Outra das medidas do novo plano estratégico da Renault, passa por reinventar a Alpine, que passa a ser uma marca 100% elétrica.

A submarca de carros desportivos vai abranger a divisão automobilismo da Renault, incluindo a equipa de Fórmula 1 que foi recentemente rebatizada de Alpine F1.

PUB
PUB

A Alpine vai incorporar também a Renault Sport Cars e a Renault Sport Racing no seio de uma nova entidade, dedicada ao desenvolvimento de automóveis desportivos exclusivos e inovadores.

Nesse sentido está previsto o desenvolvendo de um modelo desportivo elétrico, em conjunto com a britânica Lotus.

Para além disso, estão igualmente previstos dois novos modelos da Alpine que vão utilizar as plataformas CMF-B e CMF-EV, da Aliança.

Já no que toca à Dacia e à Lada, o plano prevê que as duas marcas vão continuar a propor produtos acessíveis, assentes em tecnologias comprovadas, e entrarão no segmento C.

A Dacia vai lançar 7 novos modelos até 2025, dos quais dois no segmento C, e durante a apresentação foi revelado o Dacia Bigster Concept, um SUV de 4,6m, robusto e espaçoso.

Este SUV promete ser a receita da Dacia para tornar o segmento C acessível, ao preço de um automóvel do segmento inferior.

Desta forma o novo plano estratégico do Grupo Renault prevê o lançamento de 24 novos modelos até 2025, dez dos quais novos elétricos.

PUB
Continuar a ler

RELACIONADOS

Renault substitui diretor da equipa de Fórmula 1

Renault mostra o novo Kiger: será que vai chegar à Europa?

Renault Trafic ganha visual renovado para comemorar 40 anos

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS