Uso obrigatório de máscara acaba, mas transportes públicos são exceção que se mantém

  • Redação Autoportal
  • 21 abr, 18:25
Elétrico
Elétrico

Anúncio feito pela ministra da Saúde nesta quinta-feira

A ministra da Saúde anunciou nesta quinta-feira que estão reunidas as condições para o uso da máscara deixar de ser obrigatório, com exceções a exigirem a sua manutenção em locais frequentados por “pessoas especialmente vulneráveis” e nos transportes públicos.

“Estão reunidas as condições para a não obrigatoriedade do uso de máscaras, que se mantém nos locais frequentados por pessoas especialmente vulneráveis”, afirmou Marta Temido citada pela Lusa em referência a lares e estruturas de Rede Nacional de Cuidados Continuados Integradas.

PUB

Esta exceção que mantém o uso obrigatório de máscara nos estabelecimentos de saúde, serviços de saúde e estruturas onde residam pessoas especialmente vulneráveis também se verifica em relação aos transportes coletivos.

Marta Temido explicou que os transportes públicos, incluindo o transporte aéreo, táxis ou TVDE, estão abrangidos por esta exceção devido à “elevada intensidade de utilização, pelo difícil arejamento, pela inexistência de alternativas à sua utilização em momentos de grande frequência”.

PUB

Se esta resolução do Conselho de Ministros desta quinta-feira for publica em Diário da República na sexta-feira, as novas medidas sobre a (não) obrigatoriedade do uso de máscaras poderão entrar em vigor no sábado.

Continuar a ler

RELACIONADOS

GNR mobiliza 200 militares por dia para o GP de Portugal de MotoGP

Saiba onde vão estar os radares nesta semana, pois «quem o avisa...»

GNR intensifica segurança e patrulhamento para o GP de Portugal de MotoGP

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS