Beleza potente: Hennessey deixa McLaren 765LT com 1.000 cv

  • Redação Autoportal
  • 6 mar, 21:45

Um poder que ameaça ficar perto dos 2 segundos para chegar aos 100 km/h...

A Hennessey Performance Engineering elevou a potência do McLaren 765LT aos quatro dígitos. O hipercarro de Woking que já maravilha os olhares e o desejo de aceleração foi elevado de nível com uma potência a chegar aos 1.000 cv numa versão igualmente poderosa de um prateado incontornável.

A casa de performance norte-americana não deixa de frisar que este é o McLaren mais poderoso que alguma vez ofereceu, mas acrescenta também outra coisa curiosa: a Hennessey revela que o 765LT vem de origem logo de fábrica do que apenas os 765 cv que lhe dão o nome.

PUB

John Hennessey garante que “vindo de fábrica”, este McLaren “desenvolve perto de 865 cv”, mas não diz que isso facilitou o trabalho da sua equipa para chegar aos quatro dígitos; diz antes que, “evoluindo o 765LT para 1.000 cv”, este McLaren “baixará a aceleração das 0 às 60 mph [96 km/h] para os 2.1 segundos” – “o que é de loucos”, remata.

Esta mudança do 765LT para os 1.000 cv custa 24.950 dólares (cerca de 21 mil euros) e passa pela reprogramação da calibração da unidade de controlo eletrónico do motor, evolução no nos filtros de ar e sistema de escape e seus componentes, com um ‘downpipe’ de aço inoxidável, ou pela calibração do chassi.

PUB
Continuar a ler

RELACIONADOS

Artura: o primeiro híbrido da McLaren chega com 680 cv

Hennessey apresenta o Venom F5: 1,7 milhões de euros acima dos 500 km/h

Clientes da McLaren não querem que a marca faça “demasiados carros”

Vídeo: Hennessey põe o novo Corvette a atingir os 330 km/h

Vídeo: Hennessey põe 912 cv no R8 e o Huracán fica a vê-lo ir-se embora

COMPUTADOR DE BORDO

Saiba como deve circular em rotundas de forma correta

Fique a saber como são as novas cartas de condução

Descontos nas portagens das ex-Scut de Algarve e Interior vão até aos 55%

VEJA MAIS

MAIS LIDAS