Ao vivo e a cores: já fomos apresentados aos Opel Mokka que chegam em março | AUTOPORTAL
PUB

Ao vivo e a cores: já fomos apresentados aos Opel Mokka que chegam em março

Novo crossover da Opel mostrou-se na versão elétrica Ultimate e com o nível GS Line na térmica

O novo Opel Mokka já pode ser encomendado em Portugal e nós já fomos conhecê-lo pessoalmente. Nesta altura, estamos ainda em fase de primeiras apresentações, com o devido distanciamento que a situação impõe, e conhecimento mais a fundo reserva-se para mais tarde. Mas o contacto ao vivo e a cores já foi estabelecido. E já deu para ver como o novo Mokka é uma (re)evolução) da Opel no seu crossover. E como agrada à vista.

Este modelo estreia a aposta da Opel no lançamento em simultâneo de todas as motorizações definidas: as térmicas, com o Mokka a gasolina e Diesel, e a elétrica, com o Mokka-e. O Opel Mokka com motor de combustão oferecerá duas versões a gasolina e uma a gasóleo. O Mokka-e terá uma opção como crossover 100% elétrico.

O motor 1.2 Turbo de 3 cilindros a gasolina oferece os dois níveis de potência de 100 cv e 130 cv – com binários respetivos de 205 Nm e 230 Nm. O primeiro bloco tem acoplada a transmissão manual de 6 velocidades; o último e mais potente dispõe da caixa manual ou da automática de 8 velocidades.

O motor 1.5 Turbo D de 110 cv com 250 Nm tem acoplada a transmissão manual de 6 velocidades. O Mokka-e tem uma motorização elétrica com 100 kW (136 cv) de potência e 260 Nm de binário imediato e uma bateria de 50 kWh de capacidade oferendo uma autonomia de 324 km (WLPT).

Da mesma forma que o modelo chega com todas as motorizações em simultâneo, todas as versões térmicas (com ambas as transmissões) e a elétrica estarão disponíveis com os quatro níveis de equipamento: Edition, Elegance, GS Line e Ultimate. No total, o novo Mokka apresenta-se com um total de 20 opções – como pode ver mais em detalhe com todos os preços quando revelámos o crossover aqui.

Nesta apresentação presencial, ficámos a conhecer de viva vista o Mokka-e Ulimate e o Mokka GS Line. E ficámos com água na boca para um contacto menos distanciado. Mas já ficou perfeitamente visível que as novas linhas do Opel Mokka deixaram este crossover com um ar bem desportivo e até, ao mesmo tempo, com uma imponência que se pode dizer de carro sólido e compacto na dimensão do seu segmento.

A secção dianteira foi a que nos impressionou mais (numa impressão pessoal – como é óbvio) em que a nova frente Opel Vizor conquista à primeira vista. A linha horizontal que tem os faróis de ‘inspiração Manta’ com a assinatura em L unidos pelo visor negro, onde está localizada muita tecnologia com o emblema da Opel do seu meio, é cativante.

Mas não ficámos cativados só por esta estreia que vai ser regra na marca, como, desde logo, por todo o desing frontal que vem descendo pelo capô dividido por uma linha horizontal que ultrapassa o Vizor e chega a uma frente mais saída – e muito bem desenhada para conferir músculo – na parte mais baixa da secção acolhendo as grelhas e entradas de ar.

O perfil desportivo é prolongado com as cavas das rodas também em destaque conjugando-se com embaladeiras que ‘tornam’ o Mokka um veículo alto à vista e ágil na confluência do friso destacável em cor com a traseira mais inclinada ‘estilo coupé’ – onde as linhas de arestas vincadas voltam a cativar pela terceira vez por entre a repetição da assinatura das luzes e a estreia do nome do modelo ao centro em destaque.

Do exterior para o interior, a sedução Mokka continua com um novo habitáculo Opel em que o condutor é privilegiado no seu cockpit para ele virado a partir de uma consola central onde a eliminação de botões e manetes é assumida (com exceção para as versões com a caixa manual, obviamente) subindo para os novos ecrãs, já com os comandos da climatização pelo caminho, virados para quem está ao volante.

O novo Opel Pure Panel é também uma (re)evolução da marca com a conjugação na horizontal de painel de instrumentos e visor de infoentretenimento numa panorâmica dividia entre ecrãs de 12’’ e 10’’ no seu máximo (como os vistos aqui) e com a conjugação também do conteúdo tecnológico com a funcionalidade o mais digital possível.

Os Opel Mokka-e Ultimate e Mokka GS Line conhecidos pessoalmente apresentaram-se nas suas cores de lançamento, com a versão elétrica no seu verde ‘Laubfrosh’ de tejadilho preto e com a térmica no branco com apontamentos vermelhos e elementos também pretos que vão também do tejadilho à frente passando pelas jantes.

Com chegada a Portugal de toda a gama marcada para março e com preços que começam nos 21.100 euros para as versões térmicas e 36.100 euros para a elétrica, o novo crossover da Opel já pode ser encomendado, com campanhas em curso de 1.500 euros de desconto para estes Mokka-e Ultimate e Mokka GS Line vistos.

  • TEMAS:
  • Opel

  • Mokka

  • Mokka-e

Veja mais