Carlos Ghosn demite-se da Renault

  • Redação Autoportal
Carlos Ghosn (Nissan)
Carlos Ghosn (Nissan)
Presidente do conselho de administração da Renault está detido no Japão há dois meses

Carlos Ghosn que está detido no Japão há dois meses, renunciou aos cargos de CEO e presidente do conselho de administração da Renault, segundo revelou esta quinta-feira em comunicado a marca francesa, depois da noticia ter sido revelada em Davos na Suiça pelo ministro das finanças francês. 

Ghosn foi detido a 19 de novembro por, alegadamente, ter falsificado relatórios financeiros que não reportavam os cerca de 5 bilhões de ienes (38 milhões de euros) que deveria receber ao longo de cinco anos, até 2015, acordados com a Nissan.

O executivo, de 64 anos, foi também acusado, pelo tribunal de Tóquio, de quebrar a confiança e de esconder rendimentos à autoridade tributária, entre 2015 e 2018.  Carlos Ghosn estava à frente da Renault desde 2005.

Mais informações aqui.

  • TEMAS:
  • Carlos Ghosn

  • Renault

  • Nissan

Veja mais