Mitsubishi Outlander PHEV: a versão 2019 é mais amiga do ambiente

  • Redação Autoportal
Mitsubishi Outlander
Mitsubishi Outlander

O renovado Mitsubishi Outlander PHEV 2019 é um dos primeiros automóveis híbridos plug-in a serem oficialmente classificados segundo os novos ensaios de emissões e consumo de combustível WLTP.

O SUV da Mitsubishi, que foi sofreu uma ampla atualização, anuncia com o WLTP emissões de 46 g/km e uma autonomia EV de 45 km nos referidos ensaios, o que significa que é elegível não só para os incentivos governamentais, mas também para o acesso a zonas delimitadas de baixas emissões em várias cidades do mundo.

O Outlander PHEV 2019 conseguiu alcançar esta incrível eficiência graças a um vasto conjunto de aperfeiçoamentos, que garantem novos níveis de performance. Um novo motor a gasolina de 2.4 litros recorre ao sistema de distribuição variável MIVEC para alternar entre os ciclos de combustão Otto e Atkinson, consoante os modos de condução. Oferecendo mais potência em comparação com o seu antecessor (99 kW e 135 cv vs. 89 kW e 121 cv), este motor disponibiliza ainda mais binário num intervalo de rotações mais amplo (211 Nm vs. 190 Nm).

O grupo motopropulsor elétrico do Mitsubishi Outlander PHEV também sofreu melhorias, com o motor elétrico traseiro a debitar agora 70 kW (95 cv) e a bateria de propulsão a apresentar-se com um acréscimo de potência na ordem dos 10% e uma capacidade aumentada para os 13,8 kWh.

Para complementar as melhorias, surgem agora outras modificações que tornam o Mitsubishi Outlander PHEV mais agradável de conduzir, como sejam os amortecedores que foram submetidos a uma nova afinação para melhor se adequarem às baixas velocidades, enquanto um novo ‘modo desportivo’ oferece uma melhor resposta à necessidade de aceleração e maior aderência, para a qual contribui também o sistema de tração integral Super All-Wheel Control.

Ao nível da direção, a cremalheira surge mais ágil, enquanto a ECU foi reconfigurada, permitindo uma maior prontidão de resposta e uma sensação mais direta por parte do condutor. Este pode contar igualmente com o novo ‘modo de neve’, que melhora o arranque e a capacidade de curva em pisos escorregadios.

VEJA TAMBÉM:

Comentários

Veja mais