Jovem sem carta de condução faz desaparecer ângulos mortos à frente

  • Redação Autoportal
ângulo morto do pilar A
ângulo morto do pilar A
Sistema vencedor de um concurso pode ser a solução para melhorar a segurança dos condutores

Uma jovem norte-americana de 14 anos de idade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, apresentou agora um projeto que pode ser a solução para terminar com os acidentes provocados pelo ângulo morto do pilar A do automóvel.

Apesar de a jovem não ter idade para tirar a carta de condução, o seu projeto que saiu vencedor de um concurso de ciência e engenharia, tem tudo para resolver as dificuldades de realizar manobras em zonas urbanas e com muito trânsito. É que os denominados pilares A, que estão colocados nas laterais dos para-brisas dos automóveis, constituem um obstáculo à visibilidade do condutor.

Ora para resolver este problema, a jovem Alaina Gassler desenvolveu um sistema que utiliza uma câmara instalada junto ao para-brisas do veículo que permite a projeção de imagens em tempo real para o interior do automóvel, justamente no pilar A.

A ideia da jovem de 14 anos surgiu em virtude da permanente preocupação da sua mãe que temia que o pilar A do carro ocultasse um automóvel ou um ciclista  no meio do trânsito diário.

Embora este sistema seja ainda um protótipo, a verdade é que a jovem Gassler venceu o concurso e com ele garantiu o prémio de 25.000 dólares, pouco mais de 22.500 euros, com uma solução que pode vir melhorar a segurança dos condutores.

  • TEMAS:
  • Ângulos mortos

  • Pilar A

  • Alaina Gassler

Veja mais