A Gendarmerie está ao volante de modelos da Peugeot desde os anos 50

  • Redação Autoportal
  • 26 abr, 12:30

Do final da II Grande Guerra ao 3008 hybrid, conheça a história da Peugeot com a Gendarmerie Nationale

Na segunda metade dos anos 40 e logo após o final da segunda guerra mundial, a Gendarmerie Nationale francesa iniciou um enorme processo de restruturação sem grandes meios para o fazer. E no que diz respeito aos automóveis utilizados, a sua grande maioria era proveniente de viaturas da resistência ou do que restava da frota do exército francês.

Na sua grande maioria, os modelos utilizados da marca Peugeot eram assim os 202, 302 e 402, e quase sempre com a carroçaria pintada de preto, uma vez que a tradicional cor azul só iria aparecer duas décadas mais tarde.

PUB

Quase cinco anos depois da guerra e com o virar da década, a Gendarmerie Nationale ganha então a capacidade de começar a efetuar as suas primeiras encomendas em grande escala, sendo o primeiro modelo registado, o Peugeot 203, num mais prático formato de carrinha. Este foi o formato preferido ao longo de algumas décadas, mudando apenas o modelo em que era baseado, sendo que pela frota da Gendarmerie passaram diversos 403, 404, 204, 304, 305, 504, 505 e 306, até que o mercado automóvel também começou a ficar um pouco diferente e em busca de novas alternativas em termos de formato. E desta forma, as carrinhas acabaram por começar a dar lugar a modelos como o Expert e, mais recentemente, os Peugeot 5008, adquiridos no ano passado.

PUB
Os Peugeot nas Polícias de todo o mundo

A próxima geração de modelos da Gendarmerie Nationale também vai incluir soluções eletrificadas, sendo que a encomenda mais recente efetuada à marca francesa é essencialmente composta pelo novo Peugeot 3008 hybrid 225 eAT8. Trata-se de uma opção híbrida com uma potência combinada de 225 cavalos, caixa automática de oito relações, uma média de consumo anunciada de 1,4 litros a cada 100 quilómetros e uma velocidade máxima de 225 km/h. Este último valor, era algo com que os agentes dos anos 50 apenas podiam sonhar, uma vez que as suas carrinhas Peugeot 203 da altura contavam apenas com um motor de 42 cavalos, ligado a uma caixa manual de quatro velocidades, que lhes permitia alcançar os 120 km/h.

PUB

foto phev

Além de todos estes modelos, a frota da Gendarmerie Nationale também contou com diversas preciosidades na sua coleção, tais como os Peugeot 405 T16 de 200 cavalos ou os 306 S16 de 167 cavalos que faziam parte das brigadas de intervenção rápida que patrulhavam as autoestradas.

PUB

E além destes, houve ainda uma gama de modelos específicos destinados ao transporte de animais, como os cavalos da Garde Républicaine ou os agentes das brigadas caninas.

Continuar a ler

RELACIONADOS

Peugeot alcança a marca de um milhão de unidades produzidas com o 3008

História das carrinhas Peugeot já começou há mais de 70 anos

A caminho da galeria dos clássicos: Peugeot 106 faz 30 anos

Descubra alguns Peugeot que integram frotas da Polícia no mundo

Peugeot festeja 125 anos de carros vitoriosos nas provas

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS