CEO da Volkswagen manifesta desagrado com rede de carregamento Ionity

  • Redação Autoportal
  • 18 ago, 17:10
Bloomberg
CEO da Volkswagen descontente com Ionity
CEO da Volkswagen descontente com Ionity

Depois de uma viagem a Itália ao volante de um ID.3, o CEO do Volkswagen Group mostrou-se descontente com a rede de carregamento.

Numa simples viagem até ao norte de Itália por motivo de férias de verão, o CEO do Grupo Volkswagen Herbert Diess optou por testar este novo mundo de eletrificação e levou consigo um Volkswagen ID.3, usando a rede de carregamento inserida no sistema de navegação do carro, da qual se destacam os postos da Ionity, uma empresa detida parcialmente pelo Grupo VW.

No entanto, e de acordo com notícias veiculadas pela Bloomberg, Herbert Diess, referindo-se especificamente à passagem pelo Brenner Pass, que liga a Áustria a Itália, foi claro quando referiu numa conhecida rede social que teve dificuldade em encontrar um ponto de carga que estivesse a funcionar, optando por continuar a conduzir até à cidade de Trento.

PUB

Como se pode ver da reprodução abaixo, comentou apenas o seguinte: “Sem casa de banho, sem café, um posto de carregamento avariado ou fora de serviço e um estado de conservação deplorável. Tudo menos uma experiência de carregamento Premium, Ionity!”. (ndr. tradução livre)

A crítica de Diess é apenas mais uma para juntar à lista das que vão surgindo por parte de representantes do Volkswagen Group, na sua maioria em relação à Ionity. No ano passado, por exemplo, Silke Bagschick, responsável pelo marketing da Volkswagen, já tinha referido que os preços cobrados pela utilização desta rede eram demasiado elevados. E no início deste ano, Markus Duesmann da Audi, referiu numa entrevista a um jornal que a Audi estava a considerar a criação da sua própria infraestrutura de carregamento em cidades de maiores dimensões.

PUB
PUB

O descontentamento com o serviço prestado com a Ionity de uma forma geral, reflete a opinião da maioria dos construtores alemães, que se preocupam com o facto da infraestrutura de carregamento ser um dos elos mais fracos nos seus esforços de rivalizar com a Tesla, que desenvolveu uma rede própria de carregamentos com os seus SuperChargers.

No início deste ano, durante uma entrevista, o CEO da Ionity, Michael Hajesch, referiu estar em conversações com os acionistas da empresa, justamente com o objetivo de acelerar a expansão desta rede de carregamento, de forma a acompanhar o crescimento de vendas que se tem verificado.

Só mercado europeu, as vendas de automóveis elétricos triplicaram no último ano, pelo que é urgente assegurar uma rede de carregamento compatível e que não se comecem a formar longas filas, que acabam por influenciar a escolha de potenciais clientes e novos utilizadores deste tipo de tecnologia.

Continuar a ler

RELACIONADOS

Cepsa vai instalar postos de carregamento da IONITY em Portugal

Via Verde Electric chega à A3 com dois postos de carregamento elétrico ultrarrápido

Brisa já tem os primeiros postos de carregamento ultrarrápido em autoestrada

Carregamento elétrico por wireless em teste nos EUA

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS