Mercedes revela a revolução tecnológica do Classe S a partir de dentro

  • Redação Autoportal
Nova geração do sedan topo de gama da marca de Estugarda vai ser apresentado no final do verão

A Mercedes está a revelar aos poucos os destaques da nova geração do Classe S que vai ser apresentado no final do verão.

Depois de ter mostrado as alterações realizadas ao nível do interior, a Mercedes veio agora dar conta da revolução operada ao nível da segurança do seu novo Classe S, onde se desataca a estreia de um de airbag para os passageiros dos bancos traseiros.

Trata-se de um airbag para situações de colisões frontais severas está instalado nos encostos dos bancos dianteiros e estende os sistemas de proteção aos dois passageiros nos bancos laterais traseiros.

O airbag de grandes dimensões em forma de tenda expande entre as duas asas, sendo insuflado pelo ar circundante através de válvulas especiais que foram concebidas de modo a reter o ar quando o passageiro do banco traseiro imerge no airbag.

O volume comparavelmente pequeno dos tubos permite o rápido acionamento de um airbag de volume relativamente elevado. Isto processa-se com uma força comparavelmente pequena e um baixo risco de ferimentos pois as asas tubulares criam espaço para os obstáculos.

O airbag reforça o efeito de retenção do cinto de segurança e pode reduzir significativamente as cargas a que a cabeça e o pescoço dos ocupantes são sujeitas.

 Em combinação com um airbag de cinto de segurança e com o cinto de segurança insuflável, o Classe S estabelece novas referências no que diz respeito à segurança dos ocupantes do banco traseiro.

Este sistema que surge em combinação com o Pre-Safe Impulse Side. O dispositivo funciona em associação ao Active Body Control, recorrendo a sensores e radares para antecipar a colisão lateral, ativando os airbags também atrás e elevando a carroçaria para garantir que o embate acontece nos pontos mais rígidos do automóvel.

Mas a revolução tecnológica do novo Classe S passa ainda pelo sistema de quatro rodas direcionais, com um elevado ângulo direcional das rodas do eixo traseiro.

Um motor elétrico aciona um veio no eixo traseiro através de uma correia de transmissão. Isto permite efetuar ajustes axiais ao veio.

Em função da velocidade e do ângulo da direção, as rodas traseiras são direcionadas para o mesmo sentido das rodas dianteiras ou para o sentido oposto às mesmas.

Por outras palavras, este sistema produz uma maior agilidade e um menor diâmetro de viagem ao direcionar as rodas no sentido oposto, e uma maior estabilidade ao direcionar as rodas para o mesmo sentido das rodas dianteiras.

No Classe S, o ângulo máximo da direção de dez graus é especialmente utilizado durante as manobras de estacionamento.

A marca de Estugarda revelou ainda que o assistente de voz ‘Olá Mercedes’ vai surgir no novo Classe S com mais funcionalidades e uma maior variedade de diálogos.

Recorde-se que a Mercedes já fez saber que a nova geração do seu sedan topo de gama vai contar com uma variante híbrida plug-in, com uma autonomia anunciada em modo elétrico de cerca de 100 km.

  • TEMAS:
  • Mercedes

  • Classe S

  • Sedan

Veja mais