Ford eletrifica o Fiesta, mas isso é só uma parte da renovação | AUTOPORTAL
PUB

Ford eletrifica o Fiesta, mas isso é só uma parte da renovação

  • Redação Autoportal
Modelo mais vendido da Ford na Europa já dispõe de tecnologia semi-híbrida

A Ford eletrificou o Fiesta com o sistema semi-híbrido de 48 volts numa renovação do modelo mais vendido da marca na Europa que tem grande incidência na mecânica passando também pelos meios tecnológicos à disposição do condutor.

A tecnologia EcoBoost Hybrid da Ford estreada nos automóveis de passageiros com o Puma no final de 2019 está agora disponível no Fiesta nas variantes de 125 e 155 cv de potência.

O novo Ford Fiesta EcoBoost Hybrid possui um sistema integrado de arranque/gerador por correia (BISG) em lugar do tradicional alternador. Esta solução permite recuperar e armazenar a energia normalmente perdida durante as travagens e em ‘coasting’ para carregar a bateria de iões de lítio de 48 Volts, arrefecida a ar.

O BISG também atua como um motor, conjugando-se com o bloco principal e utilizando a energia armazenada, proporcionando maior binário em condução normal e em aceleração, bem como na alimentação de diferentes equipamentos elétricos.

O sistema semi-híbrido inteligente e de gestão autónoma monitoriza de forma contínua o modo como o veículo está a ser utilizado para determinar quando e quão intensamente deverá carregar-se a bateria para uma maximização dos benefícios ou quando utilizar a carga armazenada.

Esta inteligência atua de duas formas: por substituição de binário disponibilizando um máximo de 24 Nm e reduzindo a exigência imposta ao motor a gasolina - permitindo melhorias de consumo na ordem dos 5% no bloco EcoBoost Hybrid de 125 cv; e por suplemento de binário aumentando o pico até a um máximo de 20 Nm, acima do nível disponível do motor a gasolina por si só, para 240 Nm na versão de 155 cv e até 50 por cento mais binário a baixas rotações.

O BISG também permitiu aos engenheiros da Ford baixar a taxa de compressão do bloco 1.0 EcoBoost e dotá-lo de um turbocompressor de maiores dimensões, através da mitigação do denominado turbo-lag (atraso da resposta do turbo), recorrendo ao suplemento de binário que também eleva as rotações do motor, de modo a manter o boost de resposta do turbocompressor.

Tanto o Fiesta EcoBoost Hybrid como as versões com motores a gasolina de 95 e 125 cv dispõem da mais recente geração do bloco 1.0 EcoBoost com desactivação de um dos cilindros quando a capacidade total do motor não é necessária – melhorando os consumos sem prejuízo do desempenho.

O motor 1.0 EcoBoost de 125 CV do Fiesta também pode ser agora especificado com uma nova transmissão automática de dupla embraiagem de sete velocidades, com melhorias nos consumos num máximo de 15% (NEDC) em comparação com o EcoBoost de 100 cv e caixa automática de seis velocidades – mesmo tendo em conta os 25% extra de potência. A versão diesel do Fiesta está equipada com o bloco TDCi de 1,5 litros e 85 CV.

Nas tecnologias à disposição da condução, o Ford Fiesta vem agora equipado com regulador de velocidade adaptativo com ‘Stop & Go’ e com reconhecimento de sinalização de velocidade na – aplicados à caixa automática gerem a paragem completa do veículo em tráfego de pára-arranca reiniciando automaticamente o motor se a duração dessa paragem for inferior a 3 segundos; em paragens superiores a 3 segundos, o condutor pode pressionar um botão no volante ou pressionar suavemente o acelerador para arrancar.

A tecnologia modem FordPass Connect para controlar uma série de funções de foram remota a partir do smartphone ou da app FordPass também é de série. O sistema de comunicações e entretenimento SYNC 3 do Fiesta5 foi também foi atualizado ficando mais intuitivo e fácil de utilizar fruto de um novo interface de utilizador que recorre a comandos de maior dimensão exibidos no ecrã digital de 8’’. A compatibilidade com as plataformas Apple CarPlay e Android Auto mantém-se sem custos.

Já disponível para encomendas, o Fiesta de passageiros apresenta-se nestas cinco versões:

1.0 EcoBoost – caixa de 6 velocidades manual – 95 cv

1.0 EcoBoost – caixa de 7 velocidades automática – 125 cv

1.0 EcoBoost Hybrid – caixa de 6 velocidades manual – 125 cv

1.0 EcoBoost Hybrid – caixa de 6 velocidades manual – 155 cv

1.5 TDCi – caixa de 6 velocidades manual – 85 cv

A Ford vai alargar a gama de veículos eletrificados para 18 exemplares à venda na Europa até ao final de 2021. Juntamente com o novo Fiesta de passageiros semi-híbrido, a Ford anunciou também a eletrificação do Fiesta Van.

Disponível com a motorização 1.0 EcoBoost de 125 cv, o Fiesta Van não perde capacidade na carga útil de 531 kg quando este bloco é o dotado da tecnologia semi-híbrida.

O Fiesta Van EcoBoost Hybrid reforça gama comercial eletrificada da Ford já composta pelos Transit, Transit Custom e Tourneo Custom EcoBlue Hybrid e pelos Transit Custom e Tourneo Custom Plug-In Hybrid.

  • TEMAS:
  • Ford

  • Fiesta

  • Semi-hibrido

Veja mais