Projeto sino-americano Silk-FAW S9 com 1.400 cavalos será apresentado em Itália

  • Redação Autoportal
  • 18 ago, 17:25

O primeiro modelo da Silk-FAW, resultado da parceria entre a chinesa Faw e a americana Silk será apresentado na Semana de Design de Milão em setembro, mas a expetativa já está bastante elevada.

A Silk-FAW é um novo construtor de automóveis com sede na zona de Reggio Emilia, em Itália, onde será construída a sua nova fábrica. A zona conhecida por “Motor Valley”, onde terá a sua morada, fica muito próxima de Maranello, a casa da Ferrari, mas também de Sant’Agata Bolognese, onde nascem os modelos da Lamborghini. E além destes construtores, ainda podemos encontrar as instalações da Pagani, da Maserati e da Ducati a uma distância relativamente curta.

Tudo isto tem uma razão. Afinal, a Silk-FAW nasceu com o objetivo de construir automóveis capazes de rivalizar com estas mesmas marcas, sendo que para que isso aconteça, a marca começou por contratar antigos executivos da Ferrari e da Lamborghini para darem início a este projeto. E neste ponto, a localização é essencial.

PUB

Esta nova marca, a Silk-FAW, resulta da parceria entre o construtor de automóveis chinês FAW e a start-up americana de automóveis elétricos Silk. E o seu primeiro produto será apresentado na próxima Semana de Design de Milão, um evento de extrema importância a nível mundial, onde são conhecidas diversas novas ideias e produtor que se destacam pela sua forma e função.

PUB

O Hongqi S9, como foi batizado, foi desenhado pelo antigo responsável de estilo do Grupo Volkswagen, Walter De Silva, e que dispensa qualquer apresentação pelo seu extenso e apaixonante currículo. Ainda que tenha participado apenas como consultor, é a sua assinatura que marca presença neste projeto, juntamente com a da Dallara, que contribuiu na parte da aerodinâmica e no desenvolvimento do chassis, produzido em fibra de carbono.

PUB

Mas além do desenho, o novo Hongqi S9 também já conta com valores que nos deixam com muita curiosidade em conhecê-lo um pouco melhor, ainda que o início da sua produção só esteja previsto para o início de 2023.

Nas informações que nos foram disponibilizadas podemos ler que o motor está instalado numa posição central e é um V8 desenvolvido especificamente para este modelo. Conta com a ajuda de um turbocompressor elétrico para conseguir uma potência de 880 cavalos, mas ainda adiciona um sistema híbrido com dois motores elétricos, que acabam por elevar este valor até aos 1400 cavalos.

PUB

A aceleração dos 0 aos 100 km/h tem um valor anunciado de 1,9 segundos e a velocidade máxima prevista fica acima dos 400 km/h.

Outros dos valores que já conhecemos é o preço a que a Silk-FAW vai propor o seu S9 e que ronda 1,5 milhões de euros. Um valor que até parece pequeno quando comparado com o bilião de euros que a marca vai investir no seu desenvolvimento e na construção da fábrica no espaço de 320 mil metros quadrados, que não dispensará uma pequena pista de testes.

O Hongqi S9 é o primeiro de uma nova família de modelos que serão produzidos nestas instalações, já havendo planos para um mais acessível Hongqi S7, mas também para um SUV, um Coupé e um descapotável. Apenas o S9 será um híbrido, uma vez que todos os outros modelos da marca serão totalmente elétricos. O S5 e o S3 serão produzidos na fábrica chinesa de Changchun, na sede da FAW, uma vez que serão produzidos em maior número e pensados para um mercado global.

PUB
Continuar a ler

RELACIONADOS

Há uma nova tempestade elétrica vinda da Croácia, aí está o novo Rimac Nevera

CEO da Koenigsegg mostra em vídeo o novo superdesportivo Jesko

Recorde: Ferrari SF 90 Stradale conquista a volta mais rápida em Indianápolis

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS