Guiámos o novo Citroën C3 que ganhou mais estilo e conforto

  • Virgílio Machado
  • 28 dez 2020, 09:00

Nova geração do utilitário da Citroën conta com muita tecnologia

A nova geração do Citroën C3 quer continuar a manter a preferência dos condutores portugueses e para isso a marca francesa apostou forte no novo modelo, que está mais confortável, personalizável e ganhou um novo design.

Com mais de 4,5 milhões de unidade vendidas desde o seu lançamento em 2002, 750.000 dos quais conquistados pela sua 3ª geração, de 2016, o novo Citroën C3 de 2020 surge mais modernizado e enriquecido, permitindo-lhe prosseguir o sucesso assinalável de um citadino que, em 2019, foi o 5º automóvel mais vendido em Portugal em termos absolutos.

PUB

O 'restyling' realizado ao C3 deixou este modelo com mais personalidade e conforto, com um design em que o destaque vai para uma frente redesenhada, inspirada no concept Cxperience, com uma nova grelha faróis que passam a ser em Led de série, para além de generosas dimensões das cavas das rodas que destacam o desenho dos guarda-lamas dianteiros e traseiros.

Outra das novidades introduzidas no novo modelo, são as jantes de de liga leve de 16’’ e 17’’, para além da marca francesa ter redesenhado os ‘Airbumps’, que conferem agora ao C3 um ar mais robusto.

PUB

No interior a renovação do novo C3 passou pelo aumento do conforto e da conectividade, sendo de destacar a adoção de novos bancos Advanced Comfort e de um apoio de braços para o condutor. Já os  bancos surgem mais confortáveis e contam com maior apoio lombar e são ajustáveis em altura.

Para além disso, dois adultos não têm dificuldade em viajar nos bancos traseiros, que são bastante confortáveis e de fácil acesso, para um citadino.

PUB

Já a bagageira, oferece 300 litros de capacidade, o que é mais do que suficiente para as exigências do dia a dia, ou para as pequenas viagens de fim de semana.

Os destaques no interior deste novo C3 não ficam apenas no aumento do conforto, já que o segundo utilitário mais vendido em Portugal, está dotado de um elevado conjunto de tecnologias de ajuda à condução, que passam por novos sensores de estacionamento, acesso e arranque de mãos livres, limitador de velocidade, Active Safety Brake, o reconhecimento de sinais de trânsito ou a comutação automática de máximos, câmara de marcha-atrás ou alerta de atenção de condutor, alerta de transposição de faixa, reconhecimento de sinais ou ajuda ao arranque em subida.

PUB

Para além disso, em matéria de conectividade, o novo C3 dispõe de tecnologias Connect Assist (de assistente de emergência/SOS), Connect Nav (de serviços de navegação com serviço TomTom Traffic) e Connect Play com ecrã tátil de 7 polegadas compatível com os sistemas Andoid Auto e Apple CarPlay.

Uma das novidades em matéria de conectividade que apreciamos utilizar no novo Citroën C3 foi o Mirror Screen, que permite conectar um smartphone e apresentar os conteúdos do seu ecrã no sistema de infoentretenimento do veículo.

Desta forma é fácil aceder aos conteúdos multimédia que utilizamos diariamente, de uma forma rápida e acessível.

Uma nota ainda para os plásticos duros ao toque, que são bem montados e que durante o teste realizado não revelaram vibrações nem barulhos. Aliás a insonorização deste modelo, acabou por se revelar bastante agradável, já que praticamente não escutados os barulhos exteriores.

PUB

No ensaio realizado, testamos a versão equipada com um bloco1.2 PureTech 110 cv de potência e uma caixa automática de seis velocidades, que se mostrou bastante suave nas passagens de relação e bastante competente nas ultrapassagens, revelando ser uma boa opção para que gosta de uma condução suave e confortável, não só em cidade como em autoestrada.

PUB

Com 3,99 m de comprimento, o novo C3 é bastante ágil, permitindo realizar manobras com grande facilidade, mesmo em algumas ruas mais apertadas, graças ao diâmetro de viragem de 10,7 m.

Ao rolar em estrada percebemos rapidamente que o novo C3 é muito confortável, mesmo quando carregamos forte no acelerador e tiramos partido das ajudas à condução.

O motor 1.2 PureTech de três cilindros, mostra-se bastante competente, capaz de responder com precisão e dinamismo às solicitações, com o novo C3 a mostrar-se bastante seguro e confortável, mesmo em estradas mais sinuosas, onde o novo modelo revelou um bom desempenho, tirando partido de uma suspensão mais focada no conforto e menos na dinâmica, absorvendo de forma e eficaz a maioria das irregularidades do asfalto.

Em matéria de consumos, no ensaio realizado conseguimos 7,0 litros aos 100 km numa volta mais dinâmica em autoestrada, enquanto em circuito urbanos e a velocidades mais moderadas alcançamos os 6,2 litros aos 100 km.

É certo que o novo Citroën C3 ganhou um novo ar mais robusto, do que conhecíamos das gerações anteriores, mas a verdade é que a versão ensaiada, revelou ser bastante interessante pela sua capacidade de versatilidade, ou seja, tanto se mostra competente em cidade como revela um bom desempenho em autoestrada, rumo a um fim de semana de descanso.

PUB
PUB

No que toca a preços, a nova geração do C3 varia entre os 16.372 euros e os 21.172 euros, para as versões a gasolina, enquanto as motorizações a diesel estão entre os 20.972 euros e os 23.372 euros.

Continuar a ler

RELACIONADOS

Citroën abre encomendas para o novo ë-Jumpy: conheça todos os preços

C5 Aircross Hybrid: guiámos o SUV energético da Citroën e revelamos os preços

Citroën anuncia preços e abre encomendas para os novos C4 e Ë-C4

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS