Mazda confirma motor rotativo em 2020

  • Redação Autoportal
Mazda CX-3
Mazda CX-3

A Mazda confirmou oficialmente que vai lançar o seu primeiro veículo elétrico em 2020, dando assim único ao plano parte do seu programa “Sustainable Zoom-Zoom 2030”, de desenvolvimento tecnológico a longo prazo.

A marca promete lançar nessa altura um segundo veiculo dotado de um extensor de autonomia, sob a forma de um motor rotativo de dimensões reduzidas.

Em comunicado a Mazda explica que o extensor de autonomia vai permitir recarregar a bateria sempre que necessário, permitindo assim aumentar a autonomia do veículo e dessa forma eliminar os níveis de ansiedade que incomodam os utilizadores de veículos elétricos sobre a autonomia das baterias.

A Mazda promete assim um motor de apenas um rotor, do tamanho de “uma caixa de sapatos” cujo único objetivo é alimentar as baterias quando estas estiverem vazias.

Segundo a marca nipónica “a dimensão reduzida e a elevada potência do motor rotativo possibilitam a adopção de múltiplas soluções tecnológicas de electrificação através de um layout partilhado”.

Aproveitando a compatibilidade do motor rotativo com combustíveis gasosos, o extensor de autonomia rotativo foi projectado para queimar gás liquefeito de petróleo e, desta forma, “e fornecer energia elétrica em situações de emergência”.

Comentários

Veja mais