Maioria diz-se “horrorizada” com a ideia de carros autónomos

  • Redação Autoportal
Veículo autónomo
Veículo autónomo

O número de automobilistas “horrorizados” com a ideia de veículos autónomos está a aumentar e, no período dos últimos dois anos, os discordantes com os carros de condução autónoma passaram a ser a maioria.

A empresa britânica BuyaCar.co.uk está desde abril de 2017 a medir a atitude dos consumidores face ao conceito de veículos autónomos e constata que o medo e o ceticismo em relação a ideia esta a aumentar enquanto a aceitação da sua inevitabilidade também diminui.

Há dois anos, a percentagem de pessoas que respondiam à ideia de entregar a condução do veículo à inteligência artificial com um “horroriza-me” era de 46%. No presente, a quantidade de ‘horrorizados’ já está numa maioria de 56%.

Ao mesmo tempo, a percentagem de pessoas entusiasmadas pelo desenvolvimento de veículos autónomos diminuiu de 11 para 6%. E nos últimos dois anos, a quantidade de pessoas dispostas a terem um carro autónomo um dia também decresceu dos 20 para os 13% - enquanto os que garantem que nunca terão aumentou dos 38 para os 42%.

Entre as razões para o aumento do ceticismo em relação à ideia dos veículos autónomos estão o receio das falhas da tecnologia e o medo de cedência do controlo do carro, que aumentou de 55 para 62%.

Veja mais