Apesar da pandemia, Toyota regista recorde de lucros

  • Redação Autoportal
  • 24 ago, 09:30
Bloomberg/Reuters
Toyota, sede nos EUA (foto: divulgação)
Toyota, sede nos EUA (foto: divulgação)

Depois de ano histórico, a Toyota demonstrou a sua eficiência com lucros e vendas recorde no primeiro trimestre do ano fiscal

Apesar de um ano que vai ficar na história pelas suas inúmeras dificuldades, a Toyota conseguiu ultrapassar a pandemia a nível global, mas também a escassez de microchips e conseguiu registar lucros recorde no último trimestre.

Graças a uma forte dinâmica de vendas e um controlo elevado de custos, mas também superando os mais variados desafios na produção para manter o fornecimento de automóveis para toda a sua rede de vendas, a Toyota conseguiu fechar o primeiro trimestre fiscal a 30 de junho com um lucro operacional de 997,4 biliões de ienes (cerca de 7,7 mil milhões de euros), isto face a um valor de 13,9 biliões de ienes (107 milhões de euros) registados no ano passado, no momento em que o sector automóvel foi também atingido pelos efeitos económicos derivados do surto de COVID-19 a nível mundial.

PUB

 

Estes resultados contrariam a tendência que se vinha a verificar e traduziram-se numa margem de lucro de 12,6 por centro no último trimestre, face ao valor de 0,3 do ano anterior. Além disso, a Toyota refere ainda que o seu rendimento líquido quintuplicou, para um valor próximo dos 900 biliões de ienes, um outro recorde neste primeiro trimestre fiscal, que viu ainda as receitas subirem cerca de 72 por centro, para um valor de 7,94 triliões de ienes, qualquer coisa como 61 mil milhões de euros.

PUB
Veja também os planos da Toyota para a sustentabilidade

Em termos de vendas globais, o crescimento foi de 49 por cento, o que representa um número de 2,76 milhões de unidades comercializadas. Mas a Toyota refere que este número podia ter ficado cerca de 100 mil unidades acima, principalmente devido à pandemia, mas também à escassez de microchips necessários na produção de automóveis novos. E refere ainda que as vendas ainda poderiam ter aumentado um pouco, caso os inventários disponíveis não estivessem programados tão à justa, estando já a trabalhar com os concessionários dos Estados Unidos para melhorar este ponto.

PUB
Continuar a ler

RELACIONADOS

Autocarros CaetanoBus zero emissões passam a ter também a marca Toyota

Toyota vai produzir peças sobressalentes para o Land Cruiser da série 40

Carlos Tavares diz que as marcas da Stellantis têm 10 anos para mostrar resultados

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS