Aplicação Via Verde Estacionar promove a digitalização da mobilidade e atinge 1 milhão de downloads

  • 26 mai, 12:10
Via Verde Estacionar atinge 1 milhão de downloads
Via Verde Estacionar atinge 1 milhão de downloads

A App de mobilidade da Via Verde Portugal foi descarregada cerca de 70 mil vezes desde março de 2021

A aplicação Via Verde Estacionar, da Brisa, atingiu, esta semana, um milhão de downloads, tendo sido descarregada cerca de 70 mil vezes desde março deste ano o que demonstra a aceitação dos clientes pelas novas formas de pagamento eletrónico que visem facilitar a mobilidade no dia-a-dia.

Esta aplicação gratuita permite o pagamento digital de estacionamento de rua de forma mais rápida e segura, pois, ao realizar o pagamento através do smartphone a utilização de moedas ou notas é dispensada.

PUB

Através da aplicação, o cliente poderá também antecipar ou prolongar o tempo de estacionamento, sem ter de se deslocar junto do veículo, e até localizá-lo apenas com o seu telemóvel. A aplicação permite ainda estacionar múltiplas matrículas e consultar o histórico de utilizações.

No total foram efetuadas mais de 10,5 milhões de transações desde o seu lançamento, em outubro de 2016.

A Via Verde Estacionar tem sido uma aposta da empresa na digitalização da mobilidade e a sua cobertura situa-se em mais de 140 mil lugares de estacionamento espalhados de norte a sul do país, estando disponível em 31 concelhos, o equivalente a cerca de 70% das localidades com soluções digitais de parquímetros de rua, de acordo com dados da Brisa.

PUB
Continuar a ler

RELACIONADOS

Brisa já tem os primeiros postos de carregamento ultrarrápido em autoestrada

Pagamento de estacionamento em Lisboa está de volta

Vídeo: condutora não trava a tempo e o carro cai do parque de estacionamento

Multas de trânsito diminuíram em 2020, mas excesso de velocidade aumentou

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS