Partimos numa viagem pelos protótipos da VW, desde a década de 80 até 2018

  • Redação Autoportal
  • 20 set, 17:11

Os protótipos apresentados nos principais salões automóvel criam tendências e testam novas soluções. Neste artigo passamos pelas criações mais emblemáticas da VW

O desenvolvimento de protótipos para apresentação em eventos é algo que sempre fez parte dos construtores de automóveis. Dessa forma, as marcas podem testar caminhos para o que poderá ser o futuro design dos seus modelos, ou experimentar soluções para mais tarde virem a integrar em modelos de produção em série.

Na criação de um concept car, não há limites à imaginação. Pelo que são muitos os modelos saídos dos gabinetes de design que podemos considerar, no mínimo, estranhos. Todas as marcas os têm nos seus portfólios, mas neste artigo queremos falar-lhe, em particular, das criações mais bizarras da Volkswagen. Ainda se lembra delas?

PUB

Comecemos pelo VW Scooter, um veículo de três rodas com capacidade para dois passageiros, idealizado em 1986. Com apenas 635 Kg e 40 cv de potência, tinha um design marcado por linhas do estilo coupé e pelas portas do tipo asa de gaivota.

Também desenvolvido em 1986, o Italdesign Machimoto parecia ter saído de um filme de ficção científica, com a configuração de bancos para acomodar até 6 passageiros, a necessidade de estes usarem capacete e a ausência de tejadilho. Foi construído sobre a plataforma do Golf GTi 16V.

PUB

Três anos mais tarde, em 1989, a VW deu a conhecer o Futura. Novamente eram usadas portas do tipo asa de gaivota, mas neste caso para dar acesso a duas filas de bancos. Já na altura incorporava muitos equipamentos que vemos nos carros de hoje, como sensores de distância, assistência ao estacionamento e à travagem e travão de estacionamento elétrico.

PUB

É já no atual século que surge o W12 Nardò, superdesportivo criado para testar o inovador motor de 12 cilindros em W com 600 cv. Foi o primeiro a juntar este motor ao sistema de tração integral Syncro 4WD da VW. Atingia 100 km/h em apenas 3,5 segundos e embora não tenha seguido para produção em série, o motor W12 foi depois montado em alguns modelos do grupo, entre eles o Bugatti Veyron.

Os carros secretos da Porsche

Inspirado no nome do navegador português Fernão de Magalhães, é em 2002 que ficamos a conhecer o VW Magellan. Uma mistura de SUV e berlina com capacidade para seis passageiros na configuração 2+2+2, com tração integral e suspensão pneumática.

PUB

O VW EcoRacer é uma criação de 2005, com o objetivo de se tornar no desportivo mais económico do mercado. Tinha um motor Diesel com 136 cv, que lhe permitia chegar aos 228 km/h, mas o mais curioso eram o seu tejadilho e vidro frontal, que quando removidos permitiam alternar entre as configurações coupé, descapotável ou speedster.

Bem mais recente, o XL Sport foi também um desportivo criado com a premissa da eficiência, mas com maior tónica na velocidade. Ficou conhecido em 2014 e tinha a particularidade de estar equipado com um motor Ducati de dois cilindros. Chegava aos 100 km/h em apenas 5,7 segundos.

Por último, falamos-lhe do Atlas Tanoak, revelado no salão automóvel de Nova Iorque de 2018. Uma pick-up de cabine dupla com tração integral, equipada com motor V6 a gasolina com 276 cv, cuja produção em série não deverá acontecer, já que a VW parece não estar interessada em entrar na “guerra” do mercado de pick-ups nos Estados Unidos.

PUB
Continuar a ler

RELACIONADOS

Regresso ao passado: Recorde aqui o Volkswagen Fridolin

Volkswagen transforma cor do emblema a favor da inclusão

Elétrico Volkswagen ID.5 é lançado na versão desportiva GTX

Taigo é o novo SUV compacto coupé da Volkswagen para a Europa, mas só terá motores a gasolina

COMPUTADOR DE BORDO

Tem a certeza de que faz o transporte de crianças como deve ser?

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

VEJA MAIS

MAIS LIDAS