Merzouga Rally: Joaquim Rodrigues perde lugar no pódio

  • Redação Autoportal
Joaquim Rodrigues (Hero Motosports)
Joaquim Rodrigues (Hero Motosports)
Piloto português sofreu uma queda e atrasou-se na luta pelo topo da classificação

A quarta e penúltima etapa do  Merzouga Rally, acabou por ser nefasta para Joaquim Rodrigues (Hero Motosports) que aspirava a terminar a prova marroquina no pódio.

O piloto português perdeu-se na fase inicial da tirada desta quinta-feira, a segunda parte da etapa maratona, antes de sofrer uma queda que danificou o GPS da sua mota, acabando por terminar o dia na 11.ª posição.

Com este resultado e os quase 19 minutos perdidos esta quinta-feira para o líder da prova, o francês Adrien van Beveren (Yamaha), Joaquim Rodrigues caiu do segundo para o quarto lugar da classificação geral, a 34m18s do comandante e a 4m01s de um lugar no pódio.

"Para mim, era o dia de dar tudo. Perdi tempo no início da especial à procura do rumo certo e, depois, parti o GPS numa zona de pedras, que me fez parar por diversas vezes para o prender. Por isso, foi bastante complicado chegar ao final do dia. Agora, o que interessa é conseguir estar à partida da última etapa e já fico satisfeito", sublinhou Joaquim Rodrigues no final da etapa.

António Maio (Yamaha) foi o melhor português na quarta etapa do Merzouga Rally, ao terminar na sétima posição, a 12m31s do sul-africano Ross Brauch (KTM), que foi o mais rápido da etapa desta quinta-feira..

Maio gastou 3h40m46s, deixando o luso-germânico, Sebastian Buhler (KTM), logo atrás, no oitavo lugar, a 15m11sdo vencedor. Já Bruno Santos (Husqvarna) foi 16.º na especial, a 39m25s, e Bruno Martins (KTM) terminou em  21.º, a quase uma hora do vencedor.

Na geral, Sebastian Buhler está em sétimo, a 58m54s , logo seguido de António Maio, em oitavo, a 1h16m10s. Bruno Santos é 15.º, a 2h41m15s , com Bruno Martins em 19.º, já a 4h09m24s de Adrien van Beveren .

Na categoria de SxS, o qatari Nasser Al-Attiyah (Can-Am) perdeu uma etapa pela primeira vez, ao ver-se batido pelo espanhol Jose Hinojoso (Can-Am) por 5m59s. No entanto, continua a liderar com 1h32m29s para o segundo classificado, o piloto do Zimbabué Conrad Rautenbach (Can-Am).

Victor Hugo Melo e Pedro Bianchi Prata (Can-Am) terminaram em 13.º, a 3h15m31s do vencedor. Na classificação geral, a dupla lusa mantém o 12.º lugar, a 7h05m45s do líder.

Na sexta-feira os pilotos tem pela frente a última etapa desta edição do Merzouga Rally, com uma especial cronometrada de 48,30 quilómetros.

  • TEMAS:
  • TT

  • Dakar Series

  • Joaquim Rodrigues

Veja mais