Audi mostra o funcionamento da vetorização de binário RS

O novo RS Torque Splitter funciona de facto como um sistema de controlo eletrónico do eixo de transmissão que permite dividir as escolhas de condução entre a estabilidade ótima da traseira do carro e a abertura controlada ao seu contrário em perfeita derrapagem.

No primeiro caso, a vectorização de binário aumenta o binário na roda exterior com a carga maior com o objetivo de eliminar a subviragem: nas curvas para a esquerda, transmite o binário para a roda direita traseira; nas curvas para a direita, fá-lo para a roda esquerda, a direito, transmite o binário para ambas as rodas. O resultado é a otimização da estabilidade especialmente nas curvas a alta velocidade.

No segundo caso, o RS Torque Splitter “permite drifts controlados aplicando toda a potência do motor no eixo traseiro em apenas uma das rodas de trás – até um máximo de 1.750 Nm de binário”. Esta distribuição do torque depende do programa de condução selecionado no carro e da “respetiva situação de condução”.

VEJA MAIS

MAIS VISTAS