Bicicletas partilhadas Gira alvo de vandalismo

A rede de bicicletas partilhadas Gira em Lisboa tem sido alvo de atos de “vandalismo frequente nos últimos meses” afetando o funcionamento do serviço e provocando “danos consideráveis no património da cidade” que “rondam os 200 euros por bicicleta”.

Em comunicado de imprensa, a EMEL - Empresa de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa, especifica que “só nos últimos 15 dias, a Gira sofreu cerca de 100 atos de vandalismo, na sua maioria furto, o que tem afetado toda a operação”.

As Estações que têm sido particularmente visadas são as que se situam na Gare do Oriente; Centro Comercial Vasco da Gama; Praça do Município; Terminal Cruzeiros (Avenida Infante Henrique); Largo Frei Heitor Pinto; Rua do Arco Cego; Avenida 5 Outubro e Avenida Igreja.

VEJA MAIS

MAIS VISTAS