Uma subida ao Monte Branco sem sair de Martorell

Até há bem pouco tempo, a grande maioria dos fabricantes não conseguia dispensar o avultado investimento da construção de diversos protótipos e de os colocar a caminho de diversos pontos do globo com o objetivo de os colocar à prova nas condições mais adversas que podemos encontrar à face da Terra.

Mas agora, com o avanço da tecnologia, é possível criar a grande maioria destas situações em simuladores próprios, que se encontram nos centros técnicos e fábricas de cada marca, obtendo assim resultados de uma forma muito rápida – o que acaba por reduzir substancialmente o tempo de desenvolvimento de cada produto.

No caso do simulador da Seat localizado na fábrica de Martorell, por exemplo, é possível levar um dos novos Leon até ao topo do Monte Branco, mas também ao deserto do Sahara e até à Antártida – e tudo isto sem que o carro saia do simulador e percorra mais do que dez metros.

VEJA MAIS

MAIS VISTAS