e-Prix de Valência: Félix da Costa fica sem energia e termina em esforço

  • Redação Autoportal
  • 24 abr, 15:16
António Félix da Costa
António Félix da Costa

Piloto português dominou a corrida deste sábado, mas foi traído pela gestão de energia

António Félix da Costa terminou neste sábado a Corrida 1 do e-Prix de Valência no sétimo lugar para ser depois desclassificado. Depois de uma prova inglória em que o piloto português liderou a maior parte do tempo tendo acabado por ficar sem energia cruzando a meta em esforço e perdendo muitas posições, um mal entendido com a direção de prova terminou na sua desclassificação

Numa corrida com muitas paragens, Félix da Costa e muitos outros pilotos foram traídos pela gestão da energia e alguns até ficaram parados na pista do Circuito Ricardo Tormo. Mas isso, não aconteceu com Nyck de Vries. O piloto da Mercedes foi a sombra do piloto português da DS Techeetah e com uma gestão perfeita chegou ao triunfo no final.

PUB

Félix da Costa parecia ter tudo a seu favor na primeira das duas corridas deste fim de semana do e-Prix de Valência que fez a sua estreia no Mundial de Fórmula E. O DS mostrou ‘estar em boa forma’ e o piloto de Cascais terminou a Qualificação com o segundo melhor tempo da Super Pole.

PUB

O ‘vento’ continuava a soprar favorável e Félix a Costa foi ‘promovido’ à pole position devido a uma infração com o Mercedes de Stoffel Vanddoorne por ter utilizado um pneu não identificado. Não foi o fim do belga, mas muito se passou antes...

Saindo da pole position numa partida que voltou a ser feita atrás de Safety Car devido à chuva, Félix da Costa dominou toda a prova e foi sempre conseguindo manter a liderança, mesmo quando tinha de alargar para o ‘atack mode’. Mas se a gestão da condução foi sempre suficiente para manter De Vries atrás, a da energia não foi.

PUB

Numa prova que voltou a ter muitos acidentes, as três entradas de Safety Car em pista foram inimigas para o português – que nunca conseguiu afastar-se do holandês e que acabou por ficar com as baterias a zero na última volta do tempo de corrida – as várias entradas do Safety Car levaram a direção de corrida a retirar 14 kW de potência a todos.

Foi aí que De Vries proveitou para passar para o comando e fazer a última volta (já com o cronómetro a zeros) descasado, enquanto atrás de si os carros iam parando ou terminando em esforço, como aconteceu com Félix da Costa e com a maioria dos restantes 12 que conseguiram cruzar a meta.

PUB

De Vries obteve a segunda vitoria da época nesta Corrida 1 de Valência e foi secundado por Nico Muller (Dragon Penske), com Vandoorne a chegar ao terceiro lugar do pódio depois de ter sido obrigado a partir do último lugar.

O holandês é também agora o novo líder do campeonato, com 57 pontos, tendo o seu companheiro de equipa da Mercedes a 9. Sam Bird (Jaguar) é o terceiro classificado do Mundial, com 45 pontos, e Félix da Costa, o campeão em título acabou queado no 12.º lugar com 24 pontos (perdendo os 6 que teria ganho).

O e-Prix e Valência é a terceira etapa do campeonato, que só teve até agora rondas duplas. A Corrida 2 é neste domingo às 13h00.

[artigo atualizado]

Continuar a ler

RELACIONADOS

Félix da Costa acabou desclassificado: “Sofri um duro golpe, dói muito”

COMPUTADOR DE BORDO

Desconfinamento: 10 Dicas para o seu carro

Saiba como deve circular em rotundas de forma correta

Fique a saber como são as novas cartas de condução

VEJA MAIS

MAIS LIDAS