F1: pilotos pedem novos semáforos na largada

Fórmula 1 (Reuters)
Fórmula 1 (Reuters)

As novas asas traseiras dos monolugares de Fórmula 1 criaram um problema que não foi previsto pelo responsáveis da F1.

É que no final do GP da Austrália, alguns pilotos queixaram-se de não ver os semáforos da largada devido à dimensão das novas asas traseiras dos carros de Fórmula 1.

Robert Kubica (Williams) e Pierre Gasly (Red Bull) foram dois dos pilotos que se queixaram da falta de visão na largada.

Esta é a segunda vez que os pilotos apresentam uma queixa por causa dos semáforos de largada, depois de em 2018, na sequência da introdução do Halo, sistema de proteção do cockpit do piloto, terem feito o mesmo.

Recorde-se que nessa altura a FIA optou por colocar um conjunto de semáforos mais baixos para facilitar a vida dos pilotos.

Agora os responsáveis pela Fórmula 1, revelaram que estão à procura de novas soluções já para o GP do Bahrein e nessa altura vão avaliar se as novas soluções que possam vir a utilizar, podem ou não ser implementadas nas restantes provas da temporada.

VEJA TAMBÉM:

Veja mais