GP da Austrália: Mercedes aumenta vantagem sobre adversários

  • Redação Autoportal
Lewis Hamilton (Reuters)
Lewis Hamilton (Reuters)
Hamilton foi o mais rápido no primeiro dia em ambas as sessões

A Mercedes terminou com uma vantagem de 8 décimos de segundos sobre os seus adversários no final do primeiro dia de Treinos Livres para o GP da Austrália que abre a temporada de Fórmula 1.

Lewis Hamilton voltou a ser nos TL2, a exemplo da primeira sessão do dia, o piloto mais rápido melhorando o tempo no Circuito de Melbourne para 1m22.600s e, desta vez, com o colega de equipa, Valtteri Bottas a segui-lo a 48 milésimos de segundo.

O primeiro adversário dos Flecha de Prata foi Max Verstappen sendo seguido por Pierre Gasly, com os dois Red Bull na casa dos 8 décimos de segundos mais lentos do que o inglês campeão do mundo – que baixou 2 décimos em relação ao tempo da sua pole position em 2018.

Só depois aparece o Ferrari de Sebastian Vettel, com Kimi Raikkonen a colocar novamente o Alfa Romeo com o sexto tempo – ficando ambos os antigos colegas de equipa a 9 décimos de segundo da frente.

A Renault já se mostrou mais competitiva face ao cronómetro e Nico Hulkenberg e Daniel Ricciardo afirmaram-se à frente do Ferrari de Charles Leclerc no top 10, que voltou a ter um Haas: Kevin Magnussen.

McLaren e Racing Point mantiveram-se na segunda metade de um pelotão que voltou a ter os Williams na cauda e bem longe do piloto mais rápido em pista.

Tempos dos TL2 do GP da Austrália:

  • TEMAS:
  • Mercedes

  • Lewis Hamilton

  • Valtteri Bottas

Veja mais