Teste em estrada ao Toyota RAV4 híbrido Plug-in com 306cv de potência

Versão topo de gama do SUV japonês é um PHEV eficaz a acelerar e eficiente a poupar

O Toyota RAV4 não se deixa ficar parado e a versão híbrida plug-in (PHEV) recentemente chegada a Portugal veio trazer o novo topo de gama do modelo na sua motorização, mas também elevar o atrativo SUV da marca japonesa para outro patamar.

O novo RAV4 Plug-in Hybrid alcança 306 cavalos de potência combinada. Mas não é só potência o que ele traz; é bastante mais. Traz, em destaque maior, uma predisposição para circular preferencialmente com recurso aos motores elétricos com vista a um expoente de condução híbrida em que o conforto da ausência de ruído(s), a eficiência e a responsividade coabitam de forma inteligente.

PUB
Sabia que o Toyota RAV4 alcançou em 2019 as 10 milhões de vendas a nível global?
PUB

Na sua qualidade de porta-estandarte dos híbridos SUV da Toyota, o RAV4 plug-in faz a síntese da quarta geração híbrida da marca com a plataforma GA-K, numa fusão de um sistema híbrido plug-in melhorado com a rigidez da carroçaria e um centro de gravidade baixo e recebendo também elementos adicionais de isolamento acústico.

PUB

Ao vê-lo ainda pelo lado de fora não podemos olhar para ele se não como para um veículo que inspira robustez. Lá dentro, no clássico ambiente sóbrio e de qualidade da marca, o conforto é sentido sem reparos e em excelentes bancos – com aquecimento, apoio lombar e regulação elétrica – abrindo (o generoso) espaço a uma visibilidade excelente – que facilita tanto num SUV desta dimensão...

O Toyota RAV4 híbrido plug-in está equipado com o motor 2.5 Dynamic Force de 4 cilindros com 185 cv e dois motores elétricos: um de 134 kW (180 cv) na frente e um de 40 kW (54 cv) atrás. A bateria (com 96 células) tem 18,1 kWh de capacidade. Entre os seus principais argumentos estão os 306 cv de potência conjunta, os 75 km de autonomia elétrica (que em ambiente urbano podem ser 98 km) e a tração às quatro rodas elétrica inteligente AWD-I.

PUB
O Toyota RAV4 tem uma versão Black Edition a partir de 52.500 euros

No seu feitio eletrificado, o RAV4 Plug-in Hybrid propõe quatro modos de condução em que o exclusivamente elétrico EV é o escolhido por defeito permitindo rodar a 135 km/h. O modo de Comutação EV/HV ‘escolhe’ também os motores elétricos por princípio recorrendo ao térmico quando as acelerações mais fortes assim o suscitam. O modo Híbrido é acionado automaticamente quando se fica sem carga (ou também manualmente se se quiser) e o último é o de Carga em que o motor de combustão assume as despesas de carregar as baterias.

PUB

Neste primeiro contacto com o Rav4 PHEV usámos e abusámos do modo EV para ir de Lisboa ao Cabo Espichel exclusivamente em regime elétrico rodando em autoestrada e em estrada nacional maioritariamente, com alguns desvios mais urbanos pelo meio que não interferiram na suficiência da autonomia adicionados à despreocupação quanto ao peso do pé no acelerador – a constância tida cingiu-se ao programa de condução Normal.

Veja aqui uma galeria com todas as gerações do Toyota RAV4

Em modo EV, o comportamento é semelhante ao do motor a gasolina de 2.0 quanto à prestação – a título de exemplo, como informa a Toyota, os 6 segundos dos 0 aos 100 km/h de aceleração passam a ser 10 em modo exclusivamente elétrico. No regresso, o modo preferencial foi o Híbrido e já se explorou também os programas Eco e Sport – há ainda o Trail para percursos mais aventureiros em outras alturas – notando-se bem a diferença de andamento conforme a escolha.

PUB

No máximo do seu potencial, o RAV4 emprega a sua força (que não é pouca) com suavidade nas passagens deixando então ouvir o ronco correspondente do motor Dynamic Force ao mesmo tempo que garante uma suavidade no controlo da sua dimensão em curva, experimentada também com chuva, com um sistema de travagem condizente com estas exigências – em que as patilhas no volante servem de assistente para travar com o motor – e uma direção sem reparos na precisão. E sem queixas no amortecimento das maiores irregularidades que o piso ás vezes proporciona.

PUB

A Toyota anuncia emissões de 22 g/km CO2 e consumos combinados de 1,0 l/100 km para o RAV4 PHEV. Sem carga nas baterias, nós apontamos a gastos médios na ordem dos 5,0 l/100 km. E, numa distinção entre eficácia e eficiência, notámos ambas na tecnologia plug-in à disposição da condução e da poupança. Já os carregamentos das baterias irão de um mínimo de 2h30 até ás 7h30 numa tomada doméstica.

O Toyota RAV4 está disponível em Portugal a partir de 54.990 euros, configure aqui uma versão para saber o preço

Continuar a ler

RELACIONADOS

Toyota RAV4 híbrido ganha versão especial Black Edition

Conduzimos o eficiente e urbano Mercedes Classe B 250e

Ao volante do Dacia Spring: o elétrico mais barato destinado ao sucesso urbano

Já testámos o Mercedes EQA e, além de tudo o mais, é superdivertido

Opel Mokka abre uma nova era e o primeiro contacto na estrada promete

COMPUTADOR DE BORDO

Governo irá reduzir 50% do valor das portagens nas ex-SCUT em 1 de julho

Desconfinamento: 10 Dicas para o seu carro

Saiba como deve circular em rotundas de forma correta

VEJA MAIS

MAIS LIDAS