Chegou o inverno: como conduzir com gelo

  • Redação Autoportal
Condução sobre gelo
Condução sobre gelo

Saiba o que fazer se passar por esta situação

O inverno chegou nesta sexta-feira e chega também o quarto e último dos cuidados especiais a ter nesta altura do ano.

Depois de chuva e inundações, da neve e do nevoeiro, a GEM Monitoring Assist responde às questões sobre o gelo ‘negro’.

Por que é chamado de gelo ‘negro’?

Principalmente porque se mistura muito bem (demasiadamente bem, por sinal) com o pavimento da estrada. O gelo negro, de facto, não tem cor e é invisível acima do asfalto da estrada.

Como saber que estou a conduzir sobre gelo negro?

Se sentir a direção leve, não vir marcas de pneus na frente da estrada e praticamente não ouvir barulho dos seus pneus.

Se não se pode ver, como se pode detetar gelo negro?

Tome atenção ao termómetro do carro. O gelo negro forma-se quando a temperatura da superfície da estrada desce aos 0º Celsius ou menos. Mas a temperatura da superfície da estrada é de geralmente 3 ou 4º menos do que a temperatura do ar. É por isso que pode ouvir um sinal de alerta quando o termómetro do carro mostrar 3 ou 4º.

Quando e onde é que é mais provável o gelo negro formar-se?

As alturas mais prováveis para a formação de gelo negro são por volta da madrugada e ao final da noite, quando as temperaturas estão geralmente no valor mínimo. Os locais mais comuns para o gelo negro são partes das estradas com sombra ou tapadas por árvores devido à falta de luz solar. As pontes gelam rapidamente, por isso, tenha particular cuidado.

Que fazer apercebendo-nos de que estamos sobre gelo negro?

Mantenha-se calmo e deixe o carro passar sobre o gelo negro. Levante suavemente o pé do acelerador. Não trave e seja muito moderado com o volante. Se sentir que o carro está a começar a deslizar não tente contrariar. Lembre-se de que sobre o gelo o seu carro não terá qualquer tração.

  • TEMAS:
  • Gelo negro

  • Condução

  • Inverno

Veja mais