Veja o Opel Astra em testes para a estreia híbrida plug-in

  • Redação Autoportal
  • 3 jul, 13:30

Nova geração do modelo compacto da Opel passou por temperaturas na ordem dos -30ºC

A Opel está a preparar a chegada da nova geração do Astra com várias fases de testes que vão do laboratório às condições reais em estrada passando pela submissão a condições extremas de resistência como é possível ver nas imagens divulgadas pela marca de um modelo ainda sob camuflagem.

O novo Astra vai trazer com ele uma atualizada gama de propulsores incluindo a estreia nas motorizações eletrificadas com uma versão híbrida plug-in. Dos testes em laboratório no quartel general em Russelheim à gelada Lapónia sueca, o desenvolvimento dinâmico no Centro de Dudenhofen já prossegue em velocidade de cruzeiro em condução na via pública na região do Reno-Meno.

PUB

“O exigente programa de testes do novo Astra está a correr excecionalmente bem. A equipa de desenvolvimento - que, refira-se, conta com mais engenheiros do que nunca - criou uma nova geração Astra excecionalmente atraente e dinâmica que irá entusiasmar os nossos clientes”, afirma a engenheira-chefe do Astra, Mariella Vogler.

Na Lapónia sueca, o Astra foi submetido a temperaturas negativas de cerca de -30°C nos testes de desenvolvimento de chassi percorrendo via escorregadias especialmente preparadas para trabalhar os sistemas de controlo eletrónico de estabilidade, tração e travagem.

PUB

Este cenário permitiu também testar os sistemas de aquecimento, ventilação e ar condicionado desde a resposta da motorização ao conforto nos bancos sem excluir as normas de segurança interna da marca que respeitam ao desembaciamento e às condições de visibilidade.

PUB
O novo Astra em teaser de imagens de vários pormenores

Em clara conjunção com o ambiente gelado da Lapónia mereceu especial atenção dos engenheiros da Opel a motorização híbrida plug-in no que respeita aos tempos de aquecimento da bateria de iões de lítio visando o desempenho das células durante a condução elétrica em temperaturas muito baixas.

A oval de alta velocidade com a sua longa reta, no Centro de Testes de Dudenhofen, é o palco para submeter o Astra aos andamentos mais rápido com total controlo e sem interferências de vibrações ou ruídos dos seus componentes, bem como para a calibração das novas tecnologias de assistência à condução como o regulador de velocidade adaptativo, o sistema de travagem de emergência, ou os alertas de colisão dianteira e de ângulo morto.

PUB
Sabia que o Opel Manta voltou na versão GSe ElektroMOD?

Os testes em pista incidiram também em passagens por canais de água a várias profundidades – com um mínimo de 25 cm – para garantir a estanquicidade de grupo propulsor, sistema elétrico e de todos componentes sob o capô devem estar sempre protegidos da ação da água – numa bateria de testes de proteção contra as adversidades ambientais que incluíram poeira e areia.

Continuar a ler

RELACIONADOS

Novo Opel Astra em teaser com inspiração no novo Mokka

Astra percorreu 600.000 quilómetros e garantiu um lugar na coleção Opel Classic

Opel Manta está de volta em modo 100% elétrico e com transmissão manual

Renovado Opel Grandland chega no outono

COMPUTADOR DE BORDO

Detetores de radar de velocidade à venda na internet. Legais ou ilegais?

Governo alega “questões técnicas”: veículos elétricos sem direito a descontos nas SCUT

Atenção às datas de revalidação de carta de condução. Faça tudo online e poupe 10%

VEJA MAIS

MAIS LIDAS